Editorial Maio – Ansiedade vs. Expectativa

large (35)

Maio é um mês muito especial para mim – pelo menos esse ano. Nunca fui muito fã desse mês, abril sempre foi meu favorito, por ser meu aniversário, pelos feriados, entre outras coisas. Mas Maio dessa vez superou todos os outros meses e olha que o mês está apenas começando.

No mês passado eu fechei um ciclo muito importante da minha vida. Ao completar 21 anos, fechei os setenios do corpo e iniciei o da alma. Essa é uma teoria que li uma vez rapidamente em uma revista e que me interessou muito, aprofundando meus conhecimentos eu pude refletir sobre a minha vida até aqui e “almejar” muito mais.

A verdade é que quando começamos a estudar sobre nós mesmos, tomamos um poder que sempre tivemos, mas do qual nunca utilizamos. O autoconhecimento é uma arma poderosíssima.

Além de maio ser um mês de renovação, é um mês também de muita ansiedade e expectativa. Acredito que eu não passarei Maio sendo a mesma pessoa. Muitas mudanças estão por vir, aliás, acredito que este mês será um divisor de águas. A partir de agora, existe a Camila antes de Maio e a Camila depois de Maio. E por que estou dizendo isso? Porque o maior presente que eu poderia ganhar nessa vida está chegando. Minha filha, minha tão preciosa, está finalmente chegando direto para os meus braços e se minha vida já mudou até aqui, imagina depois.

Nesse momento eu confesso estar com uma confusão de sentimentos. Não sei se sinto mais ansiedade, ou mais medo, ou mais nervosismo, ou mais felicidade. Eu só sei que não me aguento de tanto esperar para ver o rostinho do meu pacotinho. Depois de tudo o que nós duas passamos, chegar até aqui é uma vitória e a nossa recompensa será muitos beijinhos e abraços. Estou muito ansiosa pelo nascimento dela e com muitas expectativas. Talvez eu esteja completamente errada e tudo seja extremamente diferente do que eu tenho imaginado, mas por enquanto, minha imaginação é tudo o que eu tenho.

Portanto eu quero dizer “Seja muuuuuito bem-vindo Maio e muuuuito bem-vinda Filha!” Que este seja o melhor Maio de todos os tempos e que meu “pacotinho de amor” chegue fazendo muita bagunça, com muita saúde. Porque aqui fora tem um monte de gente esperando ansiosamente para enchê-la de amor e carinho e conhecer finalmente esse rostinho que tenho certeza já ser lindo!

Que eu consiga concretizar algumas metas e que a minha filha bagunce toda minha vida preenchendo-a com muito amor, muita luz, muita paz. Esse é o meu desejo.

Editorial Abril – Gratidão

editorialabril

Quando comecei a planejar o calendário editorial do mês de abril – graças a Deus, finalmente consegui *todos comemoram* – não sei explicar por que, mas só conseguia pensar em uma palavra: “GRATIDÃO”.

Talvez seja pelo fato de eu ter conseguido superar obstáculos significativos. Ou talvez seja apenas por que estou prestes a completar mais um ano de vida. Mais um ano turbulento, mais um ano maravilhoso, mais um ciclo fechado e um novo ciclo que se inicia. Ou talvez seja a junção de todos esses fatores.

Na verdade, ninguém precisa de muitos motivos para agradecer. Acordar mais um dia já é uma dádiva, um presente divino. Acordar mais um dia com chutinhos e cambalhotas dentro do meu útero é muito mais do que eu possa merecer. Portanto a minha gratidão à vida será infinita e minha dívida eterna.

Depois que conseguimos superar alguns obstáculos, percebemos quão valiosa a vida é. E quando tomamos consciência disso, não queremos mais perder tempo nos lamentando, sofrendo, agonizando, olhando para o passado. Como eu costumo sempre dizer: “o sentido da vida é para frente”, por que por mais que tudo o que você tenha vivido até aqui seja maravilhoso. O que você ainda tem a viver é completamente impagável.

A vida não é um mar de rosas sempre, mas nenhuma tragédia dura à vida toda. E com o tempo aprendemos a filtrar os sentimentos. Com isso conseguimos superar os medos e encarar as novas experiências.

Toda vez que está próximo do meu aniversário eu fico saudosa, relembrando e revivendo os momentos mais marcantes do ano que se passou, mas eu aprendi em alguns meses, que não se pode viver no passado, nunca, jamais, imagina para sempre?!

Temos de seguir em frente e às vezes custamos a entender isso. Precisamos perceber e aceitar que talvez aquilo que queríamos não era o que merecíamos, não era o que estava preparado e separado para nós. Com o nosso ego inflamado, é muito difícil aceitar que precisamos olhar para frente, mas quando as feridas começam a cicatrizar só temos que agradecer por superar e não nos lamentar, nem perder mais tempo.

Por esses e muitos outros motivos, hoje eu só quero agradecer. Pela força, pela garra, por não desistir nunca, por superar, agir, refletir e se reprogramar.

Que Abril seja um mês lindo e inesquecível. Que meus 21 anos sejam muito bem-vindos. E que eu possa viver experiências tão incríveis que eu jamais me esqueça delas.

E para começar o mês animando e já comemorando, uma musiquinha para animar o dia.

Beijos de Luz.

Gratidão!

Editorial Março 2015

Tenho plena convicção que “Recomeço” é a palavra chave do ano! Por mais que todos possam pensar: “Mas de novo?” Não consigo não enxergar um motivo para não recomeçar. Seja do zero, seja de um ponto específico. Recomeço significa renovação. De estilo de vida, de esperanças, de pensamentos.

Ano passado a vida fez questão de me colocar dentro de uma centrífuga e ligar o nível máximo. Ainda estou um pouco tonta e sofrendo as consequências. Mas tudo na vida – principalmente as coisas ruins – viram aprendizado. E de vez em quando temos o direito de parar, pensar, respirar e sim, recomeçar. Da forma mais limpa e justa possível. Porque a vida tem de ser boa para quem vive e não para quem assiste.

large (23)

Foto: We Heart It*

Por esses e outros motivos eu decidi recomeçar da forma mais simples. Um lugar novo para contar sobre novas experiências da minha nova vida. Muito legal não é? – risos – também estou empolgada, mas tenho ciência de que será trabalhoso recomeçar do zero. Mas ninguém nunca prometeu facilidade não é? A vida é realmente cheia de complicações e reviravoltas.

Eu me dediquei durante muito tempo a um site sobre literatura e foi um perfeito estágio para o que eu pretendo agora. O Sonhos entre Pontinhos, meu antigo blog era um lugar especial criado inicialmente para postar textos autorais e que se tornou praticamente a minha vida, tudo virava post e eu me deliciava em cada leitura para poder compartilhar com os leitores. Mas com o passar do tempo eu descobri que gosto de outras coisas além de livros e que gostaria de viver novas experiências além das páginas, mas aí a vida me pegou de jeito e tive que pausar meus planos. Mas algo novo aconteceu. Eu perdi o prazer nas coisas que eu mais gostava. Ler, escrever, assistir a um filme, coisas simples e que eu amava, se tornou um fardo pesado demais para que eu pudesse carregar. Pode parecer loucura, mas de uma hora pra outra eu perdi o prazer em fazer as coisas que eu mais gostava e entrei em um longo período de introspecção. Esse período foi fundamental para que eu pudesse me reconhecer e refletir sobre meus planos futuros. Cheguei a conclusão que por mais que o passado tenha sido maravilhoso, ele nada mais é do que passado, portanto deve permanecer aonde está, lá atrás. O que eu precisava fazer era seguir em frente, fechar um ciclo para iniciar um novo. E é justamente isso que estou tentando fazer.

Diante disso, quero convidá-los a embarcar nesse mar revolto de novas aventuras e aprendizados para que possamos compartilhar experiências e vivências. Criei este espaço porque não tenho medo de começar do zero e sinto que preciso disso nessa nova fase e conto com a ajuda de vocês.

Que este ano seja maravilhoso à sua maneira para todos nós, que nenhum contratempo me faça desistir de novo e que possamos dividir a doçura que é viver para sempre!

Por que somos infinitos.

Beijos de Luz!