Organizando as finanças

Todo mundo precisa ter um plano financeiro estável, para eventuais emergências. Mas nem todo mundo consegue se organizar para que seja possível dormir tranquilo. No entanto, nunca é tarde para começar e com um pouquinho de determinação você verá que é possível ter minutos de descanso.large

Para começar a se organizar, é preciso que você tenha consciência da sua real situação financeira. Não adianta se iludir e fazer planos com o que não se tem. Quando falamos de dinheiro precisamos manter os pés no chão e a cabeça no lugar, para não darmos um tiro no nosso próprio pé.

Se organizar financeiramente é muito fácil teoricamente, mas quando partimos para prática, as coisas complicam um pouco. Confiram a seguir, algumas dicas que podem te ajudar a sair do vermelho e até relaxar.

  1. Seja realista

Como eu já falei lá em cima, não adianta ter um milhão de planos, se você não tem um real no bolso. Por isso é importante que você seja realista e mantenha a calma para não enfiar os pés pelas mãos. E aí sim, estará pronto para o segundo passo.

  1. Avalie criteriosamente sua situação financeira e anote tudo

Puxe extratos da sua conta, pegue um caderno e/ou planilha e comece a anotar quanto de dinheiro entra por mês e quanto você gasta. Organize suas dívidas também, se for usar uma planilha, separe uma aba exclusiva para suas dívidas e coloque lá informações como: Nome da empresa que você está devendo, data da dívida, valor e taxa de juros. Essas são algumas informações iniciais que você precisa para começar a se organizar.

  1. Defina um objetivo

Muitos especialistas dizem que para começar a se organizar financeiramente é fundamental que você tenha um objetivo muito bem definido. Você deseja juntar dinheiro para o futuro? Fazer uma viagem, ou quitar uma dívida? Defina seu objetivo e foque nele, tente incluí-lo em seu orçamento mensal aos poucos para realiza-lo a curto, médio ou a longo prazo.

  1. Guarde dinheiro em casa

Não precisa ser uma quantia altíssima, mas guarde o suficiente para eventuais emergências, como por exemplo, caso alguém passe mal, tenha o dinheiro do táxi na carteira, ou separe uma grana para colocar créditos no telefone. Nunca sabemos o que pode e quando pode acontecer, por isso é importante estarmos preparados a todo o momento.

  1. Abra uma poupança

Abrir uma conta poupança é muito mais fácil do que se imaginar, basta você se encaminhar em uma agência bancária de sua preferência munido de documento de identificação com foto (RG), cpf e um comprovante de residência (água ou luz), fale com o gerente e pronto! Algumas agências bancárias não obrigam o cliente a já depositar determinadas quantias na poupança, mas só a iniciativa de abrir uma poupança já é um grande passo, quando seu cartão poupança chegar, você ficará todo orgulhoso e logo vai querer depositar rios de dinheiro só para ostentar uma poupança gordona por aí! – risos.

Eu confesso que sou muito indisciplinada com a minha vida financeira, mas terei uma filha dentro de dois meses e preciso começar a me organizar para a chegada da princesa. Essas são algumas dicas que estou pessoalmente seguindo. É como se fossem metas e espero que possa ajudar vocês também.

Caso queira nos enviar outras sugestões, entre em contato através do email: docevidainfinita@gmail.com.

Gostou das nossas dicas? Compartilhe em suas redes sociais…

Beijos!

Camila Leite

Anúncios